SIGA-NOS
Formul�rio de Contato

Blog

Blog

Como a saúde da boca interfere no bem-estar geral

Pessoas com doença periodontal têm risco aumentado para hipertensão

Como a saúde da boca interfere no bem-estar geral
08/10/2019 -
Dois trabalhos recentes, divulgados mês passado, reforçam a estreita relação entre a saúde da boca e a do organismo em geral. De acordo com a Sociedade Europeia de Cardiologia, pessoas com doença periodontal – quando a placa bacteriana vai aderindo às margens das gengivas, causando infecção que primeiro ataca essa região, e depois os ossos que sustentam os dentes – têm risco aumentado para hipertensão.

Francesco D´Aiuto, professor da University College London e principal responsável por estudo que foi publicado na “Cardiovascular Research”, afirma: “observamos que, quanto mais severa for a periodontite, maior a probabilidade de hipertensão. A descoberta sugere que pacientes com periodontite devem ser informados sobre esse risco para que realizem mudanças em seu estilo de vida, como adotar uma dieta saudável e fazer exercício, para prevenir a pressão alta”.

A hipertensão afeta de 30% a 45% dos adultos e é a principal causa de morte prematura, enquanto a doença periodontal atinge mais de 50% da população mundial. O estudo compilou cerca de 80 outros trabalhos realizados em 26 países. Periodontite de moderada a severa estava associada a um risco aumentado em 22% para hipertensão; no caso de problemas severos das gengivas, o percentual subia para 49%. Há uma conexão entre as bactérias que se encontram na boca, que podem se disseminar na corrente sanguínea, e um possível quadro inflamatório sistêmico no organismo. Baixa imunidade, obesidade e fumo são fatores adicionais de risco.

À medida que envelhecemos, a saúde oral tem um papel ainda mais relevante. “Todos os profissionais de saúde devem zelar pela higiene oral de seus pacientes. Devem inclusive considerar um exame da boca durante a consulta, especialmente se o paciente não estiver indo com regularidade ao dentista”, enfatizou o médico Patrick Coll, professor de medicina da University of Connecticut e autor de artigo publicado no “Journal of the American Geriatrics Association”.

Segundo dados do Centro Nacional de Estatísticas em Saúde dos Estados Unidos, idosos têm o dobro de cáries que adultos jovens e, entre os mais velhos, a incidência de doença periodontal chega a 64%. O artigo lembra que a periodontite se associa a diversas enfermidades, como diabetes e doenças cardiovasculares. Seus autores alertam para o risco ainda maior da população com demência ou que vive em instituições de longa permanência. A recomendação dos especialistas é clara: o ideal seria fazer uma limpeza dos dentes no consultório a cada seis meses. A questão é tão séria que este blog, em coluna publicada em junho, mostrou que, em Israel, o Ministério da Saúde pretende estender o atendimento dentário para todos acima dos 65 anos. “A boca é o espelho do corpo”, sentencia o professor Sree Raghavendra.

Fonte: G1 Saúde

Deixe o seu comentário

0Comentários

« Voltar